.

A+ A A-

Shakira - Portal Shakira - Displaying items by tag: entrevista

Confira a entrevista de Shakira para o Fantástico

Confira a integra da entrevista de Shakira para o Fantástico, programa de televisão brasileiro “apresentado aos domingos pela Rede Globo.

Na entrevista Shakira falou de como encontrou o equilíbrio e inspiração falando diretamente com seus fãs, pelas redes sociais. Dessa relação com seu público saiu o disco 'El Dorado'.

Clique aqui, ou confira a entrevista abaixo:

Additional Info


    Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/portalsh/public_html/templates/gk_game/html/com_k2/templates/default/tag.php on line 49

Confira a entrevista de Shakira para rádio RFM de Portugal

Shakira concedeu uma rápida entrevista para Teresa Lage, coordenadora de conteúdos da rádio RFM de Portugal. Mesclando o português que aprendeu no Brasil com o português de Portugal a diva falou de seu novo CD “El Dorado”, da gravação de “Me Enamore” e contou aos risos, o que mais lhe encantou em Gerard Piqué.

E para alegria dos fãs portugueses a diva prometeu voltar a Portugal com sua nova Turnê Mundial.


Confira a entrevista no vídeo abaixo:

A diva ainda gravou um vídeo especial para os fãs portugueses

Additional Info


    Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/portalsh/public_html/templates/gk_game/html/com_k2/templates/default/tag.php on line 49

Confira a entrevista de Shakira para a Vanity Fair / Itália

Shakira é capa e conteúdo da versão italiana da conceituada revista Vanity Fair, do mês de junho. Durante a entrevista, a publicação abordou temas como entretenimento, moda, política,  sucesso e família, em um bate papo descontraído, que você confere logo abaixo:

Quando criança, foi dito a ela que cantava como uma cabra… O sucesso veio, mas depois de se tornar mãe, entrou em crise e pensou em desistir da música. Ao invés disso, Shakira voltou aos palcos e segundo ela, “foi libertador”.

Poucos dias após o massacre de Manchester, em 22 de maio, durante o show da cantora Ariana Grande, perguntamos à Shakira como ela se sente hoje, uma artista acostumada a cantar para milhares de pessoas, e se o pensamento é “Isso poderia acontecer em um dos meus concertos?” Ela responde:

“Bem, como humana, é difícil prever, vivemos em tempos difíceis. É claro que há medo, mas há também a vontade de não desistir, continuar a fazer música para viver uma vida plena e satisfatória”.

Não ceder ao medo é a resposta mais diplomática que dará ao longo da entrevista, mas é também uma resposta de coração, porque se há alguém que sempre representou os valores da inclusão e a mistura de culturas, este alguém é ela, tanto que ela mesmo costuma dizer “Eu sou uma fusão“.

Colombiana de nascença, libanesa por parte do pai, espanhola e italiana por parte da mãe,  é influenciada tanto pela música do oriente médio como também pelo pop inglês. Shakira é uma diva global por excelência. Primeiro se tornou famosa em espanhol, com o álbum Pies Descalzos (era 1995) e, em seguida, explodiu ao redor do mundo através dos sucessos “Whenever, Wherever“, “Hips don’t lie“, “Don’t Bother” e “She Wolf“. Ela diz:

A língua espanhola é o mais próximo do meu coração, mas certas coisas, por algum motivo, é melhor para mim em inglês”.

O novo álbum é chamado ‘El Dorado’ e é uma espécie de retorno após o nascimento de dois filhos, Milan (4 anos) e Sasha (2 anos), junto com o jogador de futebol do FC Barcelona, Gerard Piqué. Os dois se conheceram em 2010, no set de gravação do vídeo “Waka Waka”, a canção oficial da copa do mundo na África do Sul, de fato, cantada por Shakira.

“É um álbum eclético, com uma mistura de canções muito pessoais como o single Me Enamore (dedicado a Piqué, que aparece no vídeo) e outros mais pop, com influências de Bachata Latina e Reggaeton”.

Um sentimento implícito de todo o álbum é a liberdade: El Dorado, segundo ela, “É talvez o disco mais libertador que eu já escrevi, e ainda mais divertido”.

Após a maternidade você tinha dado uma pausa, quando você percebeu que era o momento certo pra voltar?

“Foi um processo gradual. Eu sou uma mãe novata que tem que conciliar o papel de mãe com o papel de artista, meu maior desafio. Eu tinha decidido que apenas quando Sasha estivesse mais independente, eu estaria de volta ao estúdio. Mas eu não tinha contado com o conflito entre estas minhas duas almas e o medo que poderia aparecer. Em certo ponto, o medo virou o medo do palco. Eu estava confusa, eu também estava tentada a me aposentar, largar tudo”.

O que te fez mudar de idéia?

“Ele interveio (Gerard). Ele, sem rodeios, disse que nunca permitiria que eu me aposentasse, disse “Garota, você só vai se aposentar quando não tiver mais coisas a dizer. Agora vá lá e faça o que você faz “. Ele estava certo. Eu estava com medo. Digo, aterrorizada“.

Gerard te libertou?

“Absolutamente. Mas entre decidir gravar um novo álbum e fazê-lo realmente levou tempo. Ele têm a pressão e as dúvidas: onde eu encontro inspiração? Como posso trabalhar em um ambiente tão novo para mim? Passei uma semana pensando o que eu já não teria feito. Escrever um álbum a partir do zero parecia uma tarefa impossível, como se eu tivesse que escalar o Everest. Logo, algo estava liberto, mais uma vez, eu publiquei uma canção, “La Bicicleta”, juntamente com Carlos Vives e vi que os fãs talvez não esperassem um álbum completo, que mesmo uma canção seria suficiente. A pressão foi aliviada. E algo em mim estava liberto”.

Logo, aliviou-se a pressão.

“No passado, produzir uma música atrás da outra era um dever. Mas a idéia de me trancar em um estúdio, isolada de tudo e todos, por quem sabe quanto tempo, a fim de produzir uma enorme quantidade de trabalho, me aterrorizava. Felizmente, a indústria fonográfica mudou muito nos últimos anos e um artista não é mais obrigado a produzir tendo em mente um álbum inteiro. Em suma, quando eu disse “ok, não preciso criar um álbum inteiro” eu vi a luz no fim do túnel. As músicas começaram a fluir mais suave do que nunca e eu nunca me senti tão livre e criativa como agora”.

Qual é a lição aprendida?

“Que não podemos ouvir o que as outras pessoas querem, mas seguir o seu instinto e suas épocas. E, se necessário, derrubá-las. Eu fiz isso, hoje ser mãe é o meu verdadeiro trabalho. A música se tornou um hobby para que eu possa fazê-la de uma forma descontraída. Eu nunca pensei que diria tal coisa, pois eu trabalho desde que eu tinha 14 anos”.

Mas isso  muito provavelmente é pelo estresse do papel de ser mãe?

“Porque eu sou uma mãe tigre. Leva-me muito tempo para eu restabelecer as energias, quero que meus filhos desenvolvam plenamente a sua capacidade cognitiva, criativa, comportamental. É muito cansativo. Outro dia eu li um estudo que diz que as francesas são as mães mais tranquilas. Aqui, eu quero ser francesa, mas, infelizmente, não sou. Eu não tenho desapego, eu vivo com toda a paixão, a mil, e uma vez que a maternidade é agora o meu trabalho integral, eu coloco muita energia nela. É bonito, emocionante, maravilhoso, mas cansativo ao mesmo tempo “.

“Bastou Gerard para libertá-la, disse “Garota, você só vai se aposentar quando não tiver mais coisas a dizer. Agora vá lá e faça o que você faz”. – Shakira

O que ensinar a seus filhos sobre o sucesso?

“Que isso não tem nada a ver com ser famoso ou rico. O que é muito mais importante é entender o que você realmente quer fazer na vida. E essa teimosia, por vezes, faz com que você consiga ir tão longe com talento”.

Te preocupa que seus filhos cresçam como privilegiados?

“Eu penso sobre isso, e é verdade que os meus filhos estão crescendo com mais recursos do que eu tinha, mas ainda há dificuldades. Só que, para eles será um tipo diferente. Já agora percebo que ter dois pais famosos não é fácil, você vai lutar mais para encontrar o seu caminho. Uma coisa que me importa é que eles cresçam aprendendo muitas línguas, porque essa é a maneira de aprender sobre as diferentes culturas e abrir a mente”.

E o sucesso você dedica a quem?

“Ao meu pai. Quando criança, eu foi expulsa do coral da escola porque o professor não gostou do meu vibrato, ele disse que eu parecia uma cabra. Meu pai me disse para não desistir, para continuar a cantar. “Sua voz é bonita, você vai ver, um dia todos irão notá-la.” Tem sido sempre um sonhador. Talvez não muito bom como um empresário, mas um idealista que me ensinou muito sobre a vida e o valor da perseverança”.

O que diria agora a Gerard?

“Tê-lo ao meu lado é fundamental. É como se o tivesse tido sempre. Eu não posso imaginar minha vida sem ele “.

Você sabia que, recentemente, ele foi um dos convidados de uma transmissão italiana e disse que queria se casar com você?

“Eu sei. É algo que ele disse só na Itália, nem mesmo na Espanha. O que você pode dizer? Ter dois filhos juntos já me faz bastante casada, para não mencionar que as nossas vidas e nossas carreiras estão completamente devotadas um ao outro. Eu questiono a necessidade de um pedaço de papel para tornar isso um casamento”.

Additional Info


    Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/portalsh/public_html/templates/gk_game/html/com_k2/templates/default/tag.php on line 49

"Sou exagerada dos pés à cabeça". Shakira

Confira a entrevista exclusiva de Shakira para Clarin:

Com o novo disco, a estrela colombiana recebeu Clarín em Miami e falou de tudo. Seu amor por Piqué e sua família e a vergonha por compor canções eróticas. Também, de sua relação com Antonella Rocuzzo, a mulher de Messi.

O gravador já está ligado, mas Shakira "tá que tá" com seu celular.

Com um look para uma sessão de fotos que acaba de terminar, não está, o que se diz, a vontade: penteado, saltos, maquiagem, um short curto e blusa sem mangas. O tempo passa e pedimos a assistente que cronometrasse os vinte minutos de entrevista que, como no futebol, acrescente a prorrogação. De repente, Shakira se dirige a outra moça de seu staff: "Pode chamar Gerald e avisar que fiquei sem bateria e que tenho quatorze notas adiante?". Sorri e diz: "Que vai ter que ir dormir sem minha 'boa noite'". Assim, o recado da estrela pop para a estrela do futebol que é seu marido, o central do Barcelona, Gerard Piqué (concentrado esta hora para jogar na Copa do Rey contra o Alavés), se faz congruente em meio a tantas mensagens que o envia em El Dorado, seu primeiro disco em três anos. "Não serve de nada chegar ainda mais longe, nem toda a fama nem todo o dinheiro", canta na balada Nada, sobre momentos assim.

Então, Shakira Isabel Mebarak Ripoll, nascida em Barranquilla há 40 anos e três meses, fala da lenda de El Dorado, a ancestral fábula de sua terra que dá nome ao álbum. "A história é que existia um tesouro perdido, que estava submerso na lagoa Guatavita, em Cundinamarca, Colômbia. Durante a época da conquista, os espanhóis o perseguiram e se transformou, para muitos, em um lugar sagrado. E para outros, em um estado mental e espiritual ideal. E é o lugar que as vezes ponho em dúvidas quando tenho que avançar em um projeto e penso e dou mil voltas".

E quantas deu a este?

Antes deste disco, durante umas semanas entrei em uma espécie de pânico. E o conflito me era dado pela disjuntiva ou dualidade de ser mãe e criadora. De saber que meus filhos precisam atenção e que a artista também estava clamando, desesperadamente, dedicação. Assim que, inicialmente com muita resistência dentro de mim, acreditei que não ia ser capaz de criar outra vez. Sem dúvida, com o apoio de minha família, consegui reencontrar El Dorado, confirmar que não havia ido para nenhum lado, se não que estava sempre ali.

O disco parece mais uma miscelânea de singles com diferentes motivos e sonoridades que um conceito.

Exatamente é o que é. Nunca quis fazer álbuns procurando uma unidade sonora, nunca fui assim. Sempre que entro em um estúdio de gravação me permito ir em qualquer direção. Mas desta vez essa liberdade a experimentei mais que nunca quando me dei conta que não tinha que ir trabalhando em um álbum, em um corpo de canções. Isso me mudou o chip. Parte deste pânico era nada mais do que me imaginar fechada em um estúdio, rodeada de máquinas, de instrumentos musicais pelos próximos 15 meses. Me oprimia.

E como pôde destravar esta situação?

Depois de lançar La Bicicleta. Quando saiu esta canção com Carlos Vives, senti outra vez a adrenalina de poder compartilhar a música com o público. Era um paradoxo: se supunha que ia ter que me meter a fazer música, mas ia estar deixando o prazer de fazê-la e da imediatez de compatilhá-la. E quando me dei conta que podia deixar esta metodologia, senti uma liberação. Todas estas coisas que tinha para dizer, se liberaram como uma represa. Deixei sair. Quando disse que não queria fazer um álbum, foi quando o fiz. Poder fazer um chamado e dizer: "Sabia que tenho 13 canções?".

Se sente lisonjeada quando disseram que um par de temas (Amarillo e Coconut Tree) se aproxima do tom de Stevie Nicks. "Ela tem um vibrato mais rápido que o meu. É uma honra". E envia um tweet a seus 45 milhões de seguidores, que algumas horas mais tarde, se materializará em um show surpresa e exclusivo no Wynwood Yard, para 200 fãs.

"Dale una prueba/Ponle Nutella". Esta frase que te disse Maluma em "Trap" vai ficar...

O conteúdo é tão erótico que em um momento senti que era demais, que me dava vergonha mostrá-la.

E olha que você fez canções sugestivas.

Mas esta está dentro do terreno do erotismo. E literalmente tinha pudor de mostrá-la, primeiro a minha equipe. E fiz a eles um discurso antes, quase que pedi desculpas. "Bom, vamos escutar algo que..." E aí foram os restos da menina de colégio católico que ainda ficavam em mim. É uma das minhas canções favoritas do álbum. Me enlouquece. Quando a escutamos finalizada, disse a Maluma: "Olha, me parece que passamos do limite". E ele: "Nãoooo, Shaki. Está muito boa, muito bacana" (risos) "Não, Juan, passamos do limite, eu não posso colocar isso". É uma das mais modernas do disco. Sonoramente, me parece uma viagem.

A idéia de flertar com um gênero tão moderno como o trap é uma forma de dar alcance a divas como Beyoncé ou Rihanna?

Não, não posso me fixar no que fazem os outros, porque não sou eles. Há um oceano entre elas e eu. Porque não sinto desta maneira. Porque tenho uma sensibilidad muito específica e não posso reproduzir os sons que fazem os outros. Se eu tentasse, se notaria. E perderia. Ganho mais quando sigo meu próprio caminho. Quando sou obediente com minhas origens e meu instinto, com meus próprios desejos.

Algo muito seu, por exemplo, é o exagero. Em "Toneladas" fala de ser muito feliz, com "toneladas masivas de amor".

Sou exagerada dos pés à cabeça, não tenho remédio.

Custou muito convencer Piqué para que saísse no vídeo de "Me Enamoré"? Em um disco com vários convidados...

Ele é o convidado mais especial! Olha, não custou nada. Em seguida, me disse que para o que precisasse dele, estaria ali. O que custou mais foi encontrar a forma de que estivesse ali e que fosse o mais elegante e intrigante possível. E que também preservássemos nossa relação. Ainda que aparecesse, tinha que ser interativo. Algumas situações são de caráter real, como a da guerra de comida (risos). Me dei conta que o melhor era que aparecesse por partes: uma orelha, uma mão, um pé. Até o final. É uma canção dedicada a ele: não podia fazê-lo com um modelo da Guess.

Shakira: "Soy exagerada de los pies a la cabeza"

Uma publicação compartilhada por Portal Shakira (@portalshakira) em

 

Additional Info


    Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/portalsh/public_html/templates/gk_game/html/com_k2/templates/default/tag.php on line 49

Confira a entrevista de Shakira para La Opinión Cúcuta

Promovendo seu novo álbum “El Dorado” lançado no dia 26 de maio, confira agora a entrevista de Shakira para o site La Opinión Cúcuta.

Confira a íntegra no vídeo abaixo:

Vale lembrar que o novo álbum de Shakira El Dorado, já se encontra à venda, para adiquirir o seu clique aqui (Apple Music) clique aqui (Saraiva).

Additional Info


    Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/portalsh/public_html/templates/gk_game/html/com_k2/templates/default/tag.php on line 49

Conheça Javi Ferrer, o shakifan que encontrou a nossa diva

A nossa diva colombiana se reuniu neste mês (6) com alguns shakifans em Barcelona.

Vocês vão conhecer um pouco sobre Javi Ferrer, da Espanha. Ele foi o shakifan escolhido por Ruben Rengifo, ganhador da promoção de Los 40 Principales, que o acompanhou neste incrível encontro.

O Portal Shakira pôde conversar com ele e saber como foi este incrível encontro com a nossa diva colombiana.

Confira!

O Portal Shakira agradece o shakifan Javi Ferrer por nos conceder esta brilhante entrevista. Ficamos felizes com este maravilhoso encontro!

PORTUGUÊS

1. Há quanto tempo que você é fã de Shakira?

Comecei a ser fã de Shakira realmente a partir de "Servicio de Lavanderia", ainda que meus pais dizem que de pequeno já dançava e cantarolava "Ojos Así" e "Ciega, Sordomuda" pela casa.

2. Como começou a gostar e seguir a carreira de Shakira?

Meus pais me deram de presente o álbum "Servicio de Lavanderia" e comecei a escutar até riscá-lo. Eu sabia o movimento de cada fotografia.

3. Quando gravou o vídeo para a promoção, o que pensava?

Participei do concurso #realShakira de Los 40 Espanha e imaginei que ganharia, porque meu vídeo estava e ainda se mantém em tendência #1. Mas não foi assim, ganhou meu amigo Ruben e tive a honra de ser o escolhido por ele para acompanhá-lo para conhecer a maior ilusão de minha vida: Shakira.

4. Como soube a data do encontro com nossa diva colombiana em Barcelona e como foi a viagem até a cidade?

As datas e encontros foram ditadas por Los 40 e Sony Music.

5. Como foi a viagem até Barcelona?

Tomei o trem de Alicante a Barcelona. Foram 5 longas horas de trem, mas passaram como 3 minutos, com toda a ilusão! 

6. Você teve contato com outros fãs?

Sim ,tenho muitos fãs amigos! Mantenho contato diário via WhatsApp com fãs da Espanha e tenho grande amizade com um de Valência, de nacionalidade colombiana.

7. Descreva o momento que você esteve de frente com Shakira. O que ela disse a você?

Quando ela abriu a porta, não pude conter minhas lágrimas e comecei a chorar. Então, ela veio, me abraçou, me deu dois beijos e acariciou meu rosto. Esses instantes são inesquecíveis. Ela se surpreendeu com toda a quantidade de CDs raros que levei e pegou seu celular e os fotografou, ou seja, Shak leva fotos de 1/4 de minha coleção em seu iPhone ?

8. Você pôde dizer algo a ela ou entregar algum presente? Se sim, qual a reação ou resposta dela?

Falei com ela, mostrei meus escassos conhecimentos de dança árabe e sorriu e me imitou, dizendo entre risadas que eu a superava! (risos). Mantivemos uma conversa básica mas profunda, com muitíssima emoção e ressaltou que ficou iludida que eu tivesse gostado tanto de "Nada", na escuta do álbum.

9. E sobre você, qual música dela você mais gosta?

Não saberia dizer canções favoritas, mas tenho especial devoção por "No Joke". já que arrepia a pele cada vez que a escuto. "Don't Bother" porque foi a única canção que me emocionou e gosto muito de cantar (ou tentar cantar) "Amor, celos de ti", "Si tu no vuelves (Miguel Bosé)", "En Tus Pupilas", "Lo Imprescindible", "Nunca me acuerdo de olvidarte", "Nada", uma longa lista.

10. Por favor, deixe uma mensagem aos fãs brasileiros que sonham em conhecer Shakira, como você.

Fãs do Brasil: tudo chega. Só tem que deixar o tempo fluir. Quanto menos pensa, SAI O SOL! Eu jamais pensei que esse dia ia chegar, tive a sorte de conhecê-la de perto em "Asuntos Propios" (Madrid, 2009), mas não com tanta proximidade. Aquela vez só a vi cantar de perto e conversamos duas frases. Nesta vez saí com o cheiro dela em minha camiseta. Com tudo isso, digo que há que desejar com todo coração as ilusões e os desejos, porque cedo ou tarde sempre se realizam!

ESPANHOL

1. Hace cuanto tiempo que eres fan de Shakira?

Empecé a ser fan de Shakira real a partir de "Servicio de Lavandería", aunque mis padres dicen que de niño ya bailaba y tarareaba "Ojos Así" y "Ciega, Sordomuda" por casa.

2. Como empezó a gustar y seguir la carrera de Shakira?

Mis padres me regalaron el álbum de "Servicio de Lavandería" y empecé a oir ese álbum hasta quemarlo. Me sabía cada movimiento de cada coreografía!

3. Cuando grabó el vídeo para la promoción, lo que pensabas?

Participé en el concurso #realShakira de los40 España y imaginé que ganaría yo, porque mi video estuba y aún se mantiene en tendencia #1. Pero no fue así, ganó mi amigo Rubén y tuve el honor de ser escogido por él para acompañarle a conocer a mi mayor ilusión en la vida: Shakira.

4. Como usted supe la fecha del encuentro com nuestra Diva Shakira em Barcelona y como fue el viaje hasta la ciudad?

Las fechas y encuentros las dictaron Los40 - Sony Music.

5. Como fue el viaje hasta Barcelona?
Cogí el tren desde Alicante a Barcelona. Fueron 5 horas largas de tren, pero se me pasaron como 3 minutos con toda la ilusión! 

6. Usted tuvo contacto con otros fans?

Sí, tengo a muchos fans amigos! Mantengo contacto diario vía WhatsApp con fans de España y tengo gran amistad con uno en concreto de Valencia de nacionalidad Colombiana.

7. Describa el momento en que usted estuvo de frente con Shakira. Lo que ella dijo a usted?

Cuando ella abrió la puerta, no pude contener mis lágrimas y empecé a llorar. Entonces, ella vino, m abrazó, me dió dos besos y me acarició la cara. Esos instantes son inolvidables. Ella se sorprendió con toda la cantidad de CDs raros que le llevé y cogió su móvil y los fotografió, o sea, Shak lleva fotos de 1/4 de mi colección en su iPhone ?

8. Usted pudo decir algo a ella o entregar algún regalo? Si sí, cual la reacción o respuesta de ella?

Hablé con ella, le mostré mis escasos conocimientos de danza árabe y sonrió y me imito, diciendome entre risas que la superaba! (Jajaja). Mantuvimos una conversación básica pero profunda, con muchísima emoción y recalcó que le hacía mucha ilusión que me hubiese gustado tanto "Nada" en la escucha del álbum.

9. Y sobre usted, Cual música de ella usted más le gusta y por qué?

No sabría decir canciones favoritas, pero sí tengo especial devoción por "No Joke", ya que me eriza la piel cada vez que la escucho. "Don't Bother" porque fue la única canción que me emocionó, y me gusta mucho cantar (o intentar cantar) "Amor, Celos de Ti", "Si Tú No Vuelves (ft. Miguel Bosé)", "En Tus Pupilas", "Lo Imprescindible", "Nunca Me Acuerdo De Olvidarte", "Nada"... una larga lista!

10. Por favor, deje un mensaje a los fans brasileños que sueñan en conocer Shakira cómo usted hizo.

Fans de Brasil: todo llega. Sólo hay que dejar que el tiempo fluya. Cuando menos piensas... SALE EL SOL! Yo jamás pensé que ese día iba a llegar, tuve la suerte de conocerla más cerca en "Asuntos Propios" (Madrid 2009), pero no con tal cercanía. Aquella vez sólo la vi cantar de cerca y mantuve 2 frases de conversación. Esta vez salí oliendo a ella en mi camiseta. Con todo eso digo que hay que desear con todo corazón las ilusiones y los deseos, porque tarde o temprano siempre se cumplen!

Vale lembrar que o novo álbum de Shakira já se encontra em pré-venda, para adiquirir o seu clique aqui (Apple Music) clique aqui (Saraiva)

Additional Info


    Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/portalsh/public_html/templates/gk_game/html/com_k2/templates/default/tag.php on line 49

Entrevista de Shakira no Despierta América

No último dia 16, Alan Tacher foi entrevistar Shakira em um hotel de Nova Iorque, para o programa Despierta América. Na entrevista, Shakira falou sobre seu novo álbum, sua faceta como mãe e lembrou um momento chave de sua relação com Gerard Piqué, além de revelar que não gostaria que fizessem uma série sobre sua vida.

Shakira garante que "El Dorado" é o resultado de um processo muito agradável e com ele pôde satisfazer esta necessidade que, como artista, já lhe fazia falta.

"Por isso que talvez aproveitei dos meus últimos álbuns porque me deixei ir, porque fui livre e comecei a fazer canções. Pensava nas canções, não no album em si, e saiu "La Bicicleta", e saiu "Toneladas", foi realmente como me encontrar com um tesouro mitológico, como me encontrar com "El Dorado" mesmo".

Shakira lembrou um momento chave em sua relação com Gerard Piqué.

"O momento que nos demos conta que dividíamos a mesma data de aniversário, nós dois fazemos no dia 2 de fevereiro. Foi como um aviso que íamos ter muitas coisas em comum".

Com respeito a sua faceta como mãe de dois filhos, Milan e Sasha, a estrela colombiana assegurou que seus filhos se encontram muito bem e levando a vida como qualquer outra criança.

"Claro, eu vou ao festival, a absolutamente tudo. Sou uma mãe comum e atual e tento dar para Milan um ambiente com a maior normalidade possível", indicou.

E ao ser questionada sobre a possibilidade de levar à televisão uma série sobre sua vida e quem gostaria que a interpretasse, respondeu: "Nunca haviam me perguntado uma coisa assim. Não gostaria que interpretassem Shakira. Ainda estou viva. Não sei, não havia pensado nisso".

 

Additional Info


    Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/portalsh/public_html/templates/gk_game/html/com_k2/templates/default/tag.php on line 49

Entrevista de Shakira para "El Gordo y La Flaca"

Dentre os compromissos de sua agenda em Nova Iorque, a diva colombiana Shakira concedeu uma entrevista ao programa "El Gordo y La Flaca".

A última vez que Shakira foi entrevista pelo programa foi em 2014, no Rio de Janeiro, durante a Copa do Mundo.

Confira o vídeo:

Additional Info


    Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/portalsh/public_html/templates/gk_game/html/com_k2/templates/default/tag.php on line 49
Subscribe to this RSS feed

Siga o nosso Instagram